Inovação na Advocacia Pública foi tema de seminário realizado em Salvador

         

Procuradores de Estado e do Município estão reunidos em Salvador para debater, defender e assegurar importantes prerrogativas para a classe, o fortalecimento e os desafios da profissão. ”Além de discutirem a construção de cenários futuros da carreira e as modelagens de gestão, foi discutida também a interação comunicacional, que apresenta variações no ambiente organizacional de cada Estado da federação”, explicou a procuradora Cristiane Guimarães, presidente da Associação dos Procuradores do Estado da Bahia (APEB), que realizou o “Seminário Advocacia Pública Inovadora”, no Novohotel (Rio Vermelho), em conjunto com outras entidades de classe.

Para o procurador Bruno Cunha Costa (BA), que abordou “as habilidades para a (nova) Advocacia Pública do Futuro”, é preciso entender inovação não somente do ponto de vista dos avanços tecnológicos, mas como uma forma de driblar a necessidade com criatividade.

Na mesma linha, a procuradora Cibele Andrade Pessoa de Freitas Titonel (BA) abordou o tema “Teletrabalho” e os seus impactos no exercício da Advocacia Pública, destacando os trabalhos em home office, coworking, em campo e remotos com apoio, até mesmo, de entidades transnacionais. Durante sua explanação, ela apresentou um estudo da Universidade Harward que detectou um aumento de 4,4% na produtividade em empresas públicas nos Estados Unidos e economia de bilhões de dólares em apenas um ano. Mais que isso, destacou a melhoria na qualidade de vida e de satisfação com a profissão, a diminuição de atestados e do absenteísmo, o aumento do tempo útil de trabalho sem desgastes com trânsito, o maior foco na concentração e melhor eficácia nos processos, a economia com gastos de manutenção de espaços físicos, além de benefícios ao meio-ambiente.

Ainda, durante o evento, foi lançado o Prêmio de Inovação Joselita Cardoso Leão, que prestou relevantes serviços à classe, na função de ex-presidente e secretária-geral da APEB, entre 1998 e 2003, e de procuradora-geral adjunta da PGE, com o objetivo de premiar as melhores ideias dos procuradores do Estado da Bahia. Segundo a presidente da APEB, Cristiane Guimarães, Joselita Leão criou uma verdadeira mudança de paradigma em sua época, injetando inovação nos diversos fluxos e processos, tendo seus ideais espalhados pelo Brasil e, até mesmo, pelo exterior.

Estiveram presentes no evento o vice-presidente da OAB Nacional, Luiz Viana, o diretor de Comunicação e Relações Institucionais da ANAPE, Cláudio Cairo, o presidente da Associação dos Procuradores do Município de Salvador (APMS), Eduardo Hassan, e o diretor social da APMS, André Vacarezza, entre outros profissionais da advocacia pública.

O evento foi realizado pela APEB, em parceria com a Associação dos Procuradores do Município de Salvador (APMS), a Associação Nacional dos Procuradores de Estado e do Distrito Federal (ANAPE), a Procuradoria Geral do Estado da Bahia (PGE-BA) e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

voltar